Agende sua consulta a partir de R$150,00

logomarca cannacare

Terpenos: o que são, funções e benefícios

Imagem do WhatsApp de 2024-04-11 à(s) 15.37.01_2f1c2143

Sumário

Os terpenos, componentes da Cannabis, não são só responsáveis pelos aromas e sabores que definem cada cepa, mas também como influenciadores significativos das experiências sensoriais e terapêuticas dos pacientes.

Estas substâncias orgânicas voláteis, presentes de forma natural na planta, vão além de simples características olfativas, desempenhando um papel fundamental no chamado efeito entourage – um fenômeno que evidencia a complexa sinergia entre os compostos da Cannabis e seu impacto no organismo humano.

Este artigo propõe uma imersão no universo dos terpenos, abordando com profundidade sua essência, as multifacetadas funções que exercem tanto na natureza quanto na medicina e os benefícios que podem trazer, particularmente quando incorporados em tratamentos baseados na Cannabis.

Pretendemos não apenas ampliar a compreensão sobre os terpenos, mas também ilustrar como eles podem potencializar e enriquecer as propriedades terapêuticas da Cannabis, abrindo novas portas para aplicações medicinais inovadoras.

O que são Terpenos?

Os terpenos representam uma classe de compostos orgânicos voláteis, fundamentais para a composição química e as propriedades aromáticas de diversas plantas, inclusive a Cannabis.

Tanto nas resinas das plantas, quanto nos óleos essenciais, os terpenos são os responsáveis pelos perfis de aroma e sabor únicos que caracterizam cada espécie vegetal. Na Cannabis, sua relevância transcende a contribuição olfativa e gustativa, atuando ativamente na modulação dos efeitos terapêuticos atribuídos à planta.

Produzidos nas glândulas conhecidas como tricomas da Cannabis, onde também são sintetizados os canabinoides como THC (tetrahidrocanabinol) e CBD (canabidiol), os terpenos desempenham um papel sinérgico em conjunto com estes compostos.

Esta interação é fundamental para o que se denomina efeito entourage, ou efeito comitiva, uma teoria que sugere que os compostos da Cannabis, quando consumidos juntos, produzem um efeito terapêutico superior ao que seria alcançado se fossem utilizados isoladamente.

A relevância dos terpenos vai além da sinergia com canabinoides. Estudos científicos indicam que esses compostos possuem propriedades medicinais próprias, incluindo ações anti-inflamatórias, antioxidantes, analgésicas e ansiolíticas.

Isso significa que os terpenos podem contribuir diretamente para os benefícios terapêuticos da Cannabis, oferecendo possibilidades de tratamento para uma ampla gama de condições, como ansiedade, dor, inflamação e até mesmo algumas doenças neurodegenerativas.

O espectro terapêutico dos terpenos na Cannabis é amplo e diversificado, implicando em uma necessidade de pesquisa e compreensão aprofundadas. O potencial desses compostos para complementar e potencializar os efeitos dos canabinóides enfatiza a importância de abordagens integradas e baseadas em evidências no desenvolvimento de tratamentos mais personalizados.

Funções dos Terpenos na Cannabis

Os terpenos, fundamentais na definição do perfil aromático da Cannabis, têm implicações muito além de simplesmente emprestar seus distintos aromas e sabores às variedades da planta. Esses compostos orgânicos voláteis, presentes em abundância na Cannabis, desempenham papéis fundamentais tanto na biologia da planta quanto na sua interação com o organismo humano, evidenciando a complexa sinergia entre a natureza e a medicina.

Na planta, os terpenos servem como mecanismos de defesa essenciais, repelindo predadores e atraindo polinizadores, uma estratégia de sobrevivência que fomenta a reprodução e a disseminação das espécies.

Quando nos voltamos para a interação dos terpenos com o corpo humano, especialmente no contexto do uso terapêutico da Cannabis, a complexidade se aprofunda. Eles têm a capacidade de atravessar a barreira hematoencefálica, fato que permite que esses compostos exerçam efeitos diretos no cérebro.

Essa propriedade é especialmente relevante, pois sugere que os terpenos podem influenciar a atividade cerebral de maneiras significativas, possivelmente afetando a liberação de neurotransmissores, a percepção da dor, as emoções e o humor.

Além disso, os terpenos interagem sinergicamente com os canabinóides, os principais compostos ativos da Cannabis. Esta interação pode potencializar ou modular os efeitos dos canabinóides, um fenômeno conhecido como efeito entourage.

Esta sinergia destaca o potencial dos terpenos em amplificar os benefícios terapêuticos da Cannabis, otimizando suas propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, ansiolíticas, entre outras. A compreensão deste mecanismo de ação reforça a importância de considerar o perfil terpênico completo da Cannabis no desenvolvimento de tratamentos mais eficazes e personalizados para uma ampla gama de condições.

Os Terpenos mais Comuns na Cannabis e seus Efeitos

A riqueza e a diversidade dos terpenos presentes na Cannabis abrem um leque de possibilidades terapêuticas, cada um contribuindo com suas características únicas para o perfil global da planta e seus efeitos sobre o organismo humano. 

Entre os mais estudados e prevalentes na Cannabis estão o mirceno, limoneno, pineno e linalol, conhecidos não apenas por seus distintos aromas, mas também por seus impactos específicos na saúde e bem-estar.

  • O mirceno, por exemplo, é o terpeno mais abundante em muitas variedades de Cannabis, conhecido por seu aroma terroso e musgoso. Ele é frequentemente associado a efeitos relaxantes e sedativos, sendo um potencial aliado no tratamento de condições como ansiedade e insônia. Estudos científicos sugerem que o mirceno pode também oferecer propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, o que o torna particularmente interessante para pacientes que buscam alívio de dores crônicas e inflamações.
  • O limoneno, com seu aroma cítrico pungente, é reconhecido por seus efeitos energizantes, podendo contribuir para aliviar estados de ânimo baixo e estresse. Além de seu potencial antidepressivo e ansiolítico, o limoneno tem demonstrado propriedades antibacterianas e antifúngicas em pesquisas, indicando seu possível uso em tratamentos contra infecções e como suporte ao sistema imunológico.
  • O pineno, característico por seu frescor que lembra o pinho, é notável por suas propriedades de melhoria da memória e alívio de sintomas respiratórios. Este terpeno também exibe efeitos anti-inflamatórios, podendo auxiliar na gestão de doenças inflamatórias crônicas. Além disso, o pineno é investigado por seu potencial em contrabalancear certos efeitos cognitivos adversos associados ao THC, destacando seu papel em formulações de Cannabis mais balanceadas.
  • O linalol, com sua fragrância floral suave, é amplamente apreciado por suas propriedades relaxantes e ansiolíticas. Ele pode desempenhar um papel significativo no alívio da ansiedade, na promoção do sono e no combate ao estresse. Pesquisas indicam que o linalol também possui efeitos antiepilépticos e analgésicos, o que pode ser benéfico para pacientes com condições neurológicas e para o manejo da dor.

Estes terpenos, juntamente com o vasto espectro de outros presentes na Cannabis, contribuem para o que é conhecido como o efeito entourage, onde a combinação sinérgica de canabinoides e terpenos pode produzir efeitos terapêuticos mais significativos do que qualquer composto isolado.

A compreensão detalhada dos terpenos mais comuns e seus efeitos específicos é fundamental para o desenvolvimento de estratégias terapêuticas personalizadas com Cannabis, permitindo aos profissionais de saúde e pacientes explorar plenamente o potencial da planta no alívio de diversas condições de saúde.

Descobertas Científicas do Poder Sinérgico dos Terpenos e Canabinoides

A busca por alternativas mais naturais no tratamento de diversas condições de saúde tem levado à exploração científica dos componentes da cannabis, particularmente os terpenos, que, juntamente com os canabinoides, oferecem um novo campo de pesquisa e aplicação terapêutica.

Este segmento se dedica a discutir os achados de estudos científicos relevantes que ilustram o potencial sinérgico e terapêutico dos terpenos presentes na cannabis, destacando o trabalho pioneiro de pesquisadores como Ethan Russo e a importância de entender a interação entre terpenos e canabinoides para maximizar os benefícios da planta.

No estudo icônico  “Taming THC: potential cannabis synergy and phytocannabinoid‐terpenoid entourage effects” (2011), O renomado pesquisador Ethan Russo explora como os terpenóides, além do CBD e outros fitocanabinoides, contribuem para a farmacologia da cannabis e para a analgesia.

O estudo destaca a importância da diversidade química da cannabis e sugere que a combinação de seus componentes pode levar a melhores resultados terapêuticos em comparação com o uso isolado de THC.

Russo enfatiza o conceito de “efeito de entourage”, onde os componentes da cannabis trabalham em conjunto para melhorar os efeitos terapêuticos, reduzir os efeitos colaterais e influenciar o tratamento de diversas condições, como dor, inflamação, depressão, ansiedade, epilepsia, câncer, e infecções por fungos e bactérias.

Essa pesquisa científica destaca diversos potenciais terapêuticos dos terpenos presentes na cannabis. Estes compostos, conhecidos por suas características aromáticas, demonstram efeitos sinérgicos e/ou de entourage quando interagem com os canabinoides, contribuindo significativamente para as experiências sensoriais dos consumidores e os benefícios terapêuticos da planta, desempenhando papéis importantes em terapias, especialmente como aromaterapia, e possuem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, analgésicas, anticonvulsivantes, antidepressivas, ansiolíticas, anticancerígenas, antitumorais, neuroprotetoras, antimutagênicas, anti-alérgicas, antibióticas e antidiabéticas, sendo considerados seguros e bem tolerados.

Um estudo recente analisou a eficácia e o mecanismo dos terpenos da Cannabis em aliviar a dor neuropática crônica em camundongos, identificando que esses compostos agem como agonistas dos receptores de adenosina A2A, oferecendo um novo entendimento sobre sua atividade analgésica.

A busca por alternativas mais naturais e eficazes no tratamento de diversas condições de saúde tem levado à exploração científica dos terpenos, que, juntamente com os canabinoides, oferecem um campo promissor de pesquisa e aplicação terapêutica.

Estudos científicos mais aprofundados são necessários para uma melhor compreensão das possibilidades terapêuticas que tanto os terpenos quanto o efeito entourage podem proporcionar aos pacientes.

O Papel dos Terpenos na Terapia com Cannabis

Na CannaCare, acreditamos que a chave para maximizar os benefícios terapêuticos da Cannabis reside na compreensão profunda e na aplicação consciente do conhecimento sobre os compostos fitoquímicos da planta, canabinoides e terpenos.

Nosso compromisso é com a ciência e a saúde dos nossos pacientes, por isso, nosso time de especialistas está dedicado a explorar e guiar cada paciente através da jornada de tratamento, com base em uma abordagem científica e personalizada.

Encorajamos você a entrar em contato conosco para descobrir como os tratamentos com Cannabis podem ser integrados de maneira eficaz em sua jornada de saúde e bem-estar. Estamos aqui para te acolher, fornecer orientações especializadas, apoiar na seleção das opções terapêuticas mais adequadas e, acima de tudo, para ser um parceiro confiável na sua busca por uma vida mais plena e saudável.

A CannaCare está comprometida em proporcionar tratamentos a base de Cannabis de maneira responsável e informada, colocando nosso conhecimento e experiência à disposição para ajudar você a alcançar o equilíbrio e o bem-estar que merece.

Texto escrito por Mariana Ferreira

Revisão médica:

Dr. Sérgio Rayol – CRM SP 165458

Diretor médico na CannaCare.

Médico pela Universidade Estadual de Pernambuco (UPE). Especialista em Clínica Médica pelo Hospital Santa Marcelina e em Hematologia e Hemoterapia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Curso de Medicina Paliativa no Instituto Pallium (Buenos Aires). Curso de Medicina Cannabinoide pela WeCann Academy

Fale com um especialista