Agende sua consulta a partir de R$150,00

logomarca cannacare

Cannabis e a Diabetes: o que a pesquisa atual diz sobre o seu potencial terapêutico?

mulher fazendo exame de diabetes

Sumário

A diabetes é uma doença crônica que afeta a maneira como o corpo processa a glicose, um tipo de açúcar encontrado nos alimentos. Existem dois tipos principais de diabetes: o tipo 1, que é geralmente diagnosticado na infância ou adolescência, e o tipo 2, que é mais comum em adultos e geralmente está relacionado ao estilo de vida.

Nos últimos anos, tem havido uma crescente quantidade de pesquisas sobre o uso da cannabis no tratamento da diabetes, especialmente do tipo 2. Alguns estudos preliminares sugerem que a cannabis pode ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue e a reduzir a resistência à insulina, um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento da diabetes tipo 2.

A imagem contem duas mãos com a caneta da Diabetes.
Diabetes e Cannabis

A relação entre cannabis e diabetes tem sido um assunto de interesse crescente na comunidade médica e científica. Embora ainda haja muito a ser estudado, pesquisas recentes sugerem que a cannabis pode ter benefícios potenciais para pessoas com diabetes.

Uma das principais maneiras pelas quais a cannabis pode ajudar pessoas com diabetes é através do controle dos níveis de açúcar no sangue. Vários estudos têm mostrado que a cannabis pode ajudar a reduzir os níveis de açúcar no sangue e melhorar a sensibilidade à insulina.

A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue. A resistência à insulina é uma das principais causas do diabetes tipo 2. A cannabis pode ajudar a melhorar a sensibilidade à insulina, tornando o corpo mais eficiente em usar a insulina que já está sendo produzida.

Além disso, a cannabis também pode ajudar a reduzir a inflamação, outro fator que contribui para a resistência à insulina e o desenvolvimento do diabetes tipo 2. Vários estudos têm mostrado que o CBD, um dos principais componentes não psicoativos da cannabis, tem propriedades anti-inflamatórias.

Uma revisão sistemática de estudos sobre o uso de cannabis e diabetes tipo 2 publicada em 2020 na revista “Diabetes, Metabolic Syndrome and Obesity: Targets and Therapy” concluiu que “a cannabis pode ser uma ferramenta útil no tratamento da diabetes tipo 2 e na prevenção de complicações associadas à doença”. Os autores da revisão observaram que a cannabis pode ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue, reduzir a inflamação e melhorar a sensibilidade à insulina.

No entanto, é importante ressaltar que a cannabis, de forma isolada, não é a cura para a diabetes e deve ser usada em conjunto com outras terapias médicas e mudanças no estilo de vida, como dieta saudável e atividade física regular.

Texto escrito por André Robles

Revisão médica:

Dr. Sérgio Rayol – CRM SP 165458

Diretor médico na CannaCare.

Médico pela Universidade Estadual de Pernambuco (UPE). Especialista em Clínica Médica pelo Hospital Santa Marcelina e em Hematologia e Hemoterapia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Curso de Medicina Paliativa no Instituto Pallium (Buenos Aires). Curso de Medicina Cannabinoide pela WeCann Academy

Fale com um especialista